PMG ARQUITETANDO POR AÍ

PMG ARQUITETANDO POR AÍ
Aqui, o assunto é transformar rotinas engessadas, visando a melhoria da qualidade de vida dos envolvidos. Como assim? Com conhecimentos arquitetônicos aliados à técnicas de organização, residenciais ou comerciais, espaços são reestruturados com custo bem inferior ao previsto. Independente do tamanho da sua necessidade, conheça um pouco dessa história e encontre respostas para modificar a sua. Aguardo você...

25/11/2012

ARTIGOS


Uhhuu!! O ARQUITETANDO POR AÍ foi citado no FOLHA, Informativo da Farmácia Flora Manipulação. Obrigada, pessoal!! Concordamos que "para manter uma boa saúde é preciso cuidar do corpo, da mente, da alimentação e do ambiente em que vivemos." Por conta da publicação, lembrei que ainda não tínhamos registrado no blog dicas sobre organização e conservação de medicamentos em casa. Após muito "fuçar", encontrei esse artigo da Gazeta Online. Vamos aproveitar as dicas da farmacêutica Adriana Cavalcanti. Simples, diretas e extremamente úteis...




Flora Manipulação, sempre antenada...

 
 


Saiba como conservar remédios e reduzir o risco de intoxicação


Além de observar a data de validade é preciso estar atento a alguns fatores como a temperatura
 
 
O velho costume de manter uma “farmacinha” em casa já ajudou muita gente na hora da emergência. No entanto, há quem desconheça a forma correta de guardar os medicamentos, procedimento que pode evitar problemas para a saúde.

Além de observar a data de validade, é preciso estar atento a alguns fatores como a temperatura. “Os medicamentos devem ser mantidos em local seco e arejado. Os produtos têm de ser armazenados separadamente dos cosméticos e dos produtos de limpeza, entre outros”, explicou a farmacêutica Adriana Cavalcanti.
 
Adriana também alerta sobre a organização dos medicamentos. “Ao guardar a bula e o medicamento, verifique se estão sendo acondicionados na caixa correta. Dessa forma, não há risco de se ingerir o produto errado em situações futuras, caso o médico indique o mesmo tratamento”.

Ela destacou ainda que nenhum medicamento deve ser utilizado sem a avaliação do médico, pois a automedicação pode trazer complicações.

Como existem diversos tipos e formas de medicamentos (líquido, comprimido, pomada), o consumidor deve observar as especificidades de cada um. Confira abaixo algumas dicas.

- Medicamentos em cápsulas e comprimidos: a maioria dos ativos é sensível à luz. Por isso, é importante manter o medicamento em sua embalagem original, longe da luz e da umidade. O ideal é colocar o produto em local seco e em prateleiras afastadas das paredes. E nunca o guardar no armário do banheiro ou em cima da geladeira;

- Os comprimidos precisam ser desprezados se estiverem quebrados, faltando partes, desmanchando ou esfarelando. Nas cápsulas, deve ser verificado se existem manchas na superfície, o que indica deterioração do medicamento. Também é importante examinar a existência de cápsulas vazias, com rachaduras (trincadas) e ou pegajosas, o que indica excesso de umidade;

- Pomadas e cremes: conserve o produto em sua embalagem original, longe da luz e da umidade. Leia atentamente o rótulo, pois alguns medicamentos precisam ser guardados na geladeira, para evitar oxidação e manter a estabilidade do produto. Também é fundamental observar se o mesmo apresenta partes com coloração e consistência diferentes e se está ocorrendo separação das partes líquida e sólida.

- Xaropes e medicamentos líquidos: devem ser armazenados longe da umidade, luz e calor. Os frascos de xaropes precisam ficar fora do alcance de crianças, que podem ser atraídas por seu sabor agradável e sofrer intoxicações. Outra dica é observar no rótulo se é necessário conservar o produto em geladeira, pois isso aumenta a estabilidade química;

- Soluções injetáveis (ampolas, frascos etc.): é preciso evitar a exposição à luz solar e à umidade e também observar a presença de partículas sólidas no líquido, vazamentos e qualquer coloração anormal.




Seja numa gaveta, em caixas ou compartimentos com chave, lembre-se de deixar todos os medicamentos, além de protegidos das crianças, longe dos banheiros. Mudança de temperatura e umidade são os vilões na nossa luta contra a conservação desses itens tão necessários. Lamentavelmente, AINDA não dispomos de medicamentos vendidos de forma fracionada. Sendo assim, temos que nos submeter às quantidades estabelecidas pela indústria farmacêutica, resultando em desperdício e contaminação.  Ideal seria, se pudéssemos usar apenas fórmulas manipuladas. Diante dessa realidade, estejam atentos aos descartes periódicos dos medicamentos vencidos. Sempre que possível, entreguem-os no posto de saúde ou hospital mais próximos para serem descartados junto com o lixo hospitalar. O MEIO AMBIENTE AGRADECE... 



OBs.:  ÚLTIMA SEMANA para concorrer ao Organizador Fashion da artesã Fernanda Ventura! Não esqueça de curtir a página do ARQUITETANDO POR AÍ no facebook e cadastrar-se como seguidor do blog. Para inscrever-se, vá até o post SORTEIOS e clique sobre o link...



Fonte artigo: GAZETA ONLINE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário...